Edge of Empire: New Dawn of the Republic

A libertação de Onderon
Fronteiras do Império

“Negociações Hostis”

Em Daantoine Dawis Danthar embaixador da Nova República reuniu para uma reunião os líderes de planetas monárquicos sem afiliação. Apresentaram-se para reunião o Rei do planeta Rodia: Mak Vekar, O rei do planeta Gand: Varik Fallwen e nove dos treze Reis e Rainhas de Barab I, os Reis que se apresentam foram: Jubei Denis, Kennex Reining, Kraspen Yorcot, Bameiro Zayelt e Pirocao Lerann, e também as Rainhas: Dana Darkrose, Aimee Eisahn e Aki Windtide, também estavam presentes na reunião: Harl Adama, Comenor Adama, Kyle Katarn, Heero, o Hutt, Lando Calrissian e Sasha Grey. Tentando montar uma coalizão para proteger a Orla Exterior, para a proteção da Orla do Sol Negro e dos Mandalorianos, Dawis sugere a afiliação desses planetas para com a Nova República. Mak Vekar se pronuncia e declara guerra a Nova República e diz estar associado ao Sol Negro. Seguindo ele os Reis de Barab I: Jubei, Kennex, Kraspen, Bameiro e Pirocao se aliam ao Sol Negro e se retiram do local. Dana e Aimee e Aki, contam sobre a Guerra civil no planeta Barab I e pedem proteção da Nova República. Dawis sugere então a formação de uma coalização entre os presentes, e a aliança é formada.

“Decisões difíceis”

Depois de formada a aliança da Nova República, Kyle sugere a criação de uma base de operações para a Nova República como ponto inicial para a campanha contra os Mandalorianos e que deve haver um votação para escolher o ponto de partida da campanha. A aliança é lembrada de que a escolha de um planeta poderia significar a perda do outro até o fim da guerra e que a decisão deveria ser tomada. Atendendo ao apelo de Sasha, Comenor propõe um casamento em troca de uma aliança e de seu voto para a libertação de Onderon, com o voto de Comenor, a disputa é empatada, e a decisão cai sobre os ombros do embaixador que decide por libertar Onderon. Harl pede ajuda para evacuar o povo de Telos, para que eles não fiquem a merce do Sol Negro. Derrotadas pela guerra civil em Barab I, as princesas de posse apenas de transportes se ocupam da evacuação do planeta, entretanto, a Aliança Ithoriana para a restauração de Telos permanece no planeta assim como corporação Czerka.

“Libertação de Onderon”

A batalha é dividida em dois setores, cada frota deveria se ocupar de derrubar uma das estações espaciais que mantinham um bloqueio sobre o planeta. De um lado no comando da Astronave de Batalha Galática, Harl Adama, no comando do Cruzador da Resistência: Solomon Calamari e no comando do cruzador classe consular: Dawis Danthar. Do outro lado quem comandava a frota Gand era ninguém menos que general Katarn. Mesmo estando em desvantagem a Nova República lança uma ataque contra a frota Mandaloriana para libertar Onderon, Solomon lança sua unidade e usa seu cruzador como míssil para destruir a estação em um ataque Kamikaze. Comenor Adama sente que uma arma está montada em Dxun, uma das luas de Onderon que poderia desabilitar a frota da Nova República. Para impedir a arma secreta Mandaloriana, Harl Adama lança um ataque na lua com sua unidade de combate móvel pessoal aliado de seus pilotos selecionados para uma unidade especial lançando suas unidades móveis na superfície do planeta. Temendo pela morte do amigo e irmão, Comenor lança um transporte com ele abordo, concedendo o comando da Galática a Sasha. Já na superfície do planeta, Dawis consegue destruir a arma antes de seu ataque, e Harl entra em combate com sua unidade de combate contra as unidades terrestres Mandalorianas, uma batalha intensa é travada em Dxun, resultando na derrota das unidades Mandalorianas.

“Confronto com Mandolore”

Depois que Dawis destrói a arma secreta Mandaloriana, ele e Comenor são seguidos em sua fuga por ninguém menos que o líder os Mandalorianos: O Mandalore Darth Maul. Sem escolha a não ser lutar, Dawis e Comenor se juntam para enfrentar Mandalore que se prova um formidável oponente. Entretanto suas pernas mecânicas se provam uma fraqueza a ser explorada. Sendo pressionado pelos poderes combinados de Dawis e Comenor, Darth Maul usa seus poderes para enforcar e estourar a traqueia de Dawis, que não morre pela vontade da Força, mas fica inconsciente pelos ferimentos. Comenor se aproveita da situação e corta com seu sabre de luz uma das pernas mecânica de Maul, que usa seu último trumfo: uma arma de ascensão que o permite escapar do campo de batalha.

“Festa de libertação”

Com as estações espaciais destruídas a invasão e retomada de Onderon é questão somente de horas, os rebeldes se aliam a Resistência e expulsam os Mandalorianos de Onderon, que segue com a festa e proclamação do dia da independência. Sasha Grey e corada Rainha de Onderon e se casa com Comenor Adama que se torna príncipe e Senador da Nova República.

“Destino de Telos”

Ao mesmo tempo que a Resistência para a proteção da Nova República lutava pela liberdade de Onderon, Rashir o príncipe do Sol Negro, comandava uma carnificina em Telos, matando trabalhadores da corporação Czerka e membros da aliança para a restauração em Telos. Mais isso não é tudo, Rashir exibe um video que circula na Holonet onde ele aparece em cima de Cruzador espacial sem equipamento de suporte de vida para o vácuo do espaço, de posse de uma garota de cabelos verdes e asas de borboleta, ao cortar sua garganta, Rashir lança seu corpo morto para ser engolido por uma singularidade em um ritual bizarro e assustador, recriando uma estrela antes destruída, o Sol adorado eras atrás no planeta Kintan. Com isso, Rashir assumi sua fé a seita esquecida dos M’dweshuu e se proclama o restaurador de estrelas.

View
Ameaça Mandaloriana
Star Wars

“Cicatrizes de Batalha”
Depois da destruição da base Starkiller, a Primeira Ordem recua em sua agenda de conquistas para manter seus territórios mais importantes: Coruscant (agora chamada de capital imperial), Balmorra, Ord Mantell entre outros. Leia Organa líder da resistência precisa lidar com a quase total destruição da Nova República e convoca os senadores sobreviventes: Heero, o Hutt de Ryloth, Lando Calrissian de Bespin e Gen. Katarn de Taanab, para reorganizar a Nova República. Se isso já não fosse o bastante, Sasha Grey princesa de Oonderon anuncia que seu planeta foi invadido pelos Mandalorianos, visto que Oonderon está na fronteira entre a Orla exterior e as regiões centrais na galáxia. Sem muitos recursos para atender a demanda, Leia pede ajuda a seu irmão Luke Skywalker para ajuda-la a reerguer a Nova República e ajuda-la a manter a paz e a justiça na galáxia.

“Novo Embaixador”

Luke envia em seu lugar Dawis Danthar, recém formado Cavaleiro Jedi para servir a Nova República como era a função dos cavaleiros na antiga República. Leia anuncia a Dawis que ele será o Embaixador, e sua missão será reunir velhas alianças a partir dos acordos assinados com o fim do Império Galático. Para cumprir essa tarefa, Leia mesmo com poucos recursos concede a Dawis um Cruzador Classe Consular que servirá de território temporário da Nova República, e designa para ajuda-lo seu mais nova comandante: Awka Woo para servir de braço armado da República, nos lugares onde a razão e a Diplomacia não surtirem efeito.

“Aliança com o Sol Negro”

A bordo Cruzador classe Consular, Dawis nomeia “Starkiller” como seu vice embaixador e decidem tentar negociar com o príncipe Rashir, um dos príncipes ocultos do Sol Negro que se tornou público e ameaça lançar uma ofensiva militar nos territórios da Orla Exterior. A negociação não vai muito bem, visto que ele exige Telos como território pessoal da Orla Exterior e a legalização da escravidão em Telos.

“A princesa pede socorro”

Desesperada com a situação em seu planeta, Sasha Grey pede ajuda para o Embaixador para recuperar seu planeta e decidi se aliar a Nova República tornando ela Representante de Oonderon. O Embaixador aceita e pede cautela na ação de retomada de Oonderon e que isso será prioridade assim que os recursos necessários estiverem disponíveis.

“Em busca de novas alianças”’

A bordo da nave classe Consular Dawis decidi reunir os senadores para pensarem em fazerem um levantamento dos planetas que potencialmente manteriam os tratados com a Nova República, e decidem seguirem para Ryloth, libertar uma mina sobre domínio dos Hutts a pedido de Heero, senador de Ryloth.

“Encontro com o lado sombrio da Força”

Starkiller e Dawis se infiltram na base militar que protege as minas de Tyridium. De cara Dawis é capturado o que permite Starkiller passar despercebido. Distraídos Starkiller mata os guardas e os principais atiradores que cobrem o perímetro das minas, para depois entrar no complexo. Dawis capturado consegue escapar com a ajuda da Força e no topo da base no andar da plataforma de controle da estação, Starkiller e Dawis reencontram Teemo, o senhor do crime, vivendo ligado a um complexo maquinário que o permite se manter vivo. Teemo então apresenta a força que o mantinha no controle da operação, Kylo Ren o guerreiro do lado negro. Dawis enfrenta o guerreiro desorientando ele e tentando convencer Kylo a retornar para o lado luminoso da Força. Starkiller aproveita a oportunidade e se aproxima de Teemo, o perdoa e usa a Força para curar uns ferimentos superficiais de Teemo. Logo depois, Starkiller se aproveita que Kylo baixa a guarda e desarma Kylo com a Força, e desperta sua ira. Sem mais espaços para negociação, Dawis sugere uma fuga, Dawis e Starkiller deveriam seguir em direções opostas. Na companhia de Teemo, Dawis escapa pelo elevador. Starkiller tenta fugir pela janela, mas é parado por Kylo que se aproveita para realizar sua vingança. Segue um curto duelo encerrado com a derrota de Starkiller que perde um braço e é arremessado pela janela da instalação. A beira da morte e inconsciente, Teemo nota a queda do herói, e se desconecta do aparelho em gratidão pelo perdão e ajuda de Starkiller, trocando sua vida pela dele. Kylo escapa logo antes de Awka Woo lançar uma ofensiva militar e tomar as minas do poder dos Hutts.

“Reunião com a Monarquia”

A bordo do cruzador classe Consular, o Embaixador Dawis decidi reunir um conselho de planetas que adota a monarquia como forma de governo, visto que são planetas que se adaptariam melhor a cultura Mandaloriana. O embaixador entre em contato com as lideranças e agenda uma reunião a bordo de sua nave…

View
Welcome to your campaign!
A blog for your campaign

Wondering how to get started? Here are a few tips:

1. Invite your players

Invite them with either their email address or their Obsidian Portal username.

2. Edit your home page

Make a few changes to the home page and give people an idea of what your campaign is about. That will let people know you’re serious and not just playing with the system.

3. Choose a theme

If you want to set a specific mood for your campaign, we have several backgrounds to choose from. Accentuate it by creating a top banner image.

4. Create some NPCs

Characters form the core of every campaign, so take a few minutes to list out the major NPCs in your campaign.

A quick tip: The “+” icon in the top right of every section is how to add a new item, whether it’s a new character or adventure log post, or anything else.

5. Write your first Adventure Log post

The adventure log is where you list the sessions and adventures your party has been on, but for now, we suggest doing a very light “story so far” post. Just give a brief overview of what the party has done up to this point. After each future session, create a new post detailing that night’s adventures.

One final tip: Don’t stress about making your Obsidian Portal campaign look perfect. Instead, just make it work for you and your group. If everyone is having fun, then you’re using Obsidian Portal exactly as it was designed, even if your adventure log isn’t always up to date or your characters don’t all have portrait pictures.

That’s it! The rest is up to your and your players.

View

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.