Edge of Empire: New Dawn of the Republic

Dantooine Sitiada

O Destino Sombrio da Ordem

Sunrinder ao seguir algumas das pistas para o Vale Jedi encontra uma rota ao famoso planeta de Chandrila, ao ser gradativamente esquecido com o afastamento de Mon Mothma e com boatos diversos sobre Leia estar guerreando por motivos pessoais contra os servos de seu pai, o planeta expandiu sua visão política e aos poucos estabeleceu uma politica federativa de total democracia direta sem representantes.

Lá o povo se organiza e se protege contra a Primeira Ordem, a quem chamam de viúva do Império e contra o que chamam de “burocracia” da república, apesar de contar com boas relações com ela.

Depois da morte de Mon Mothma e de um sistema inteiro pelas mãos de Starkiller, um memorial foi erguido com registos do ocorrido. Ao que ele descobre, a população local expulsou os últimos membros da juventude Imperial que queriam recrutar ou sequestrar pessoas para Primeira Ordem.

Depois de uma passagem pela estalagem local ele descobre que o antigo palácio de Chandrila, era um nexos de poder Jedi. Que hoje é guardado para a proteção de vários holocrons. Esse centro é o núcleo de debate da agência do “auto governo” de medidas contra o “governo baixo”, fatores de decisão sobre como o planeta se gerencia sem um único líder central.

Não é permitida a entrada de ninguém que não seja oficialmente tido como de boa reputação entre os moradores de Chandrila. O Toydarian que é quem passa mais tempo aqui diz que eles tentam passar o conhecimento a todos, mas recentemente um Togarian perigoso esta no planeta, recebendo dinheiro diretamente de Lord Hentrir para conseguir a força o que seus discípulos não puderam.

Shom-rom se exponhe como Jedi, e com isso é rapidamente bem visto graças às famílias de Barabels que acreditam piamente da justiça dos Jedi e os Nikto que afirmam que ele foi um dos homens que capturou Lord Hentir. Shorom explica que se eles
nomeassem um representante poderiam ter apoio da República, eles replicam que não veem que uma só pessoa poderia ser o representante, mas antes se possa pensar em um meio termo o Togorian, que parece desprezar os aspectos de fala de todos ali e acreditando que esse tipo de organização é perda de tempo, começa a falar e dizer que vivia com a família em Mustafa antes de ter o planeta todo destruído pela República. Ele explica que ele mesmo quase não sobreviveu ao ataque.

Shorom toma para si a autoria do fato e nisso se deixa ser atacado pelo Togorian,

Togorian_head.jpg

Ele diz se chamar Stirgie, Shom-ron por pouco não morre com o ataque da garrada do adversário, ele nota que há um grande poder da força imbuindo as habilidades do inimigo.

Cambaleando com muito esforço, o defensor Soresu retorna a sua nave para se tratar e se recuperar em um tanque de bacta. Sho-rom se recupera e depois encontra em Chandrilla também o motivo de sua chegada, um antigo túmulo de um dos antigos heróis Jedi: o barsen’thor…

Lá ele encontra Tahhakoi, o Toydarian arqueólogo na biblioteca que foi construída ali. Um lugar cheio de informações que fazem Shorom pensar que talvez os Jedi tenham criado os moldes morais da república e não ela se uniu aos Jedi. O guardião do lugar é um pequeno sensitivo da Força e lê a mente de Shorom instintivamente e descreve que o Togorian busca também o Vale dos Jedi, assim como é isso que Lord Henthrir quer.

Na verdade Lord Henthrir não sabe que é isso que esta procurando, ou sobre o túmulo, ele apenas enviou um mercenário que ele sabia odiar a República para tentar interceptar a saída de Sho-rom e descobrir o que o Jedi esta procurando.

O herói de Dantoonie sem conseguir saber que informações foram extraídas de sua mente e quais eram por fatores externos e boatos ouvidos na cidade , pelo simples fato de não perguntar, Sho-rom se foca em avisar o conselho Jedi que achou mais um usuário da Força. Porém durante a conversa sente que o pequenino ainda não esta pronto.

Mais tarde ele se reencontra com o seu agressor e sugere que ele venha ver com seus próprios olhos o trabalho da república e esse aceita mediante um pagamento. Ainda há muito ressentimento nele, porém ao ver a forma pacifica que seu “carrasco Jedi” reagiu, ele se sente levemente balançado.

Enquanto isso…

Hulla Cavulla explica os detalhes de sua volta, ele comenta que as investigações no submundo levaram a crer que o Ilusive Man, homem que matou sua família esta na verdade no planeta e que a única informação é que talvez ele seja um Moff.

Durante muito tempo, até agora, ele estava tentando lidar com isso sozinho, mas resolveu finalmente falar com Dawis sobre o assunto. Shom-ron inclusive retorna com Stigie e seus auxiliares na missão…

Por conta disso Dawis convoca o Conselho para que possam debater sobre isso, curiosamente assim que a presença do tal Ilusive Man é revelada, o mesmo surge em painéis ameaçando com uma imensa frota o planeta. Os planos de evacuação usados da última vez em que uma ameaça em grande porte foi prevista são utilizados, só que dessa vez as naves de evacuação são abatidas.

Quem quer que seja o Ilusive Man conhecia esse plano… Três Star Destroyers são vistos na órbita do planeta, naves se preparam para o ataque. Sem muitas opções os Jedi decidem por um plano de evacuação via portais.

Apenas Shom-ron e Dawis ficam com um pequeno contingente para segurar o ataque. No momento que ambos tentam pedir ajuda e não conseguem, com isso tentam usar a Força para perceber quem sabotou as comunicações apenas para descobrir que quem quer que seja é imune a qualquer detecção da Força, porém os objetos que foram tocados revelam alguém deliberadamente encaixando equipamentos que confundem a detecção muito parecidos com os que o Rakatta usou junto de Darth Jar Jar.

Nessa hora, Shom-ron e Dawis são atacados por uma nuvem de gás e imagens ilusórias. Apesar dessa investida do lado sombria, o inimigo não contava com a maestria no uso da Força de Dawis e o fato do mesmo estar preparado para enfrentar um inimigo hábil em Misdirect devido ao que houve com o caso do General Kylo Katarn.

O discípulo de Niman consegue impedir o pior e perceber a presença de Proxy, que os ataca diretamente. Ambos depois de uma rápida luta o derrotam, graças ao uso da Força para puxar de dentro dele o cristal, que nessa hora ambos veem que é sintético e não um kyber.

Dawis suspeita que o cristal tenha sido trocado durante a ida de Proxy a Coruscant, porém a verdade é bem pior. Proxy era um droíde criado por Darth Vader para simular habilidades de combate de vários Jedi e assim treinar seu aprendiz secreto Galen Malec, o androide foi uma criação pervertida feita com partes do que sobrou da antiga câmara de meditação de Naga Sadow, ele abandonado em Ilum justamente caso um dia os Jedi conseguissem reativar os antigos Guerreiros de Ferro. Ele reativou sua programação pouco antes disso, se tornando um notório criminoso tomando contra de pequenos negócios que sua programação lhe indicava de atividades ligadas ao império caído, entre essas ações estava no caminho a família de Hulla. O que explica porque no “julgamento” de Starkiller as imagens do Sentinela clonado blefando para a Primeira Ordem foram postas para Conselho como falas sinceras de desprezo para com a visão jedi da Força, dessa forma piorando muito a situação dele para com outros jedi.

Sem que o grupo percebesse naquele momento Proxy, o Illusive man, estava destruído…

Em seguida um ataque começa, Shom-Ron resolve arrumar e colocar o que descobriu dos equipamentos de camuflagem e proteção pela Força do primeiro Basen´thor. Alguns breves momentos segurando as tropas da Primeira Ordem com ajuda dos Titans, Dawis pede que eles instintivamente que eles retornem…

E nessa hora os cavaleiros de ferro que foram para Telos e outros locais de emergência Jedi retiram os últimos antes que o ataque ocorra. Ao abandonar o lugar eles não veem quando as tropas de Chandrilla que seguiram Shom-ron com medo que Stirgie tivesse levado alguma informação à Primeira Ordem. Eles chegam e pegam os Star Destroyers de surpresa e nem sequer ficam sabendo como a Primeira Ordem foi derrotada.

O planeta então fica sobre os cuidados da organização federativa de Chandrilla, devido a total falta de comunicação, se tornando parte do mesmo grupo que controla Chandrilla, a Ordem migra sua base central e debates sobre ela começam a acontecer…

Comments

julio_philosofo Starkiller

I'm sorry, but we no longer support this web browser. Please upgrade your browser or install Chrome or Firefox to enjoy the full functionality of this site.